Vencedores da 6ª edição do Festival Porto7

 

Chegou ao fim mais uma edição do Festival internacional de curtas-metragens do Porto.
Após 9 sessões competitivas durante 5 dias estão encontrados os vencedores da 6ª edição do Festival Internacional de Curtas-metragens do Porto – Porto7.

De 12 a 16 Junho foi possível assistir no Rivoli Teatro Municipal na cidade do Porto, a mais uma edição do Festival Porto7. Em competição estavam obras de ficção internacional, nacional, documentário, animação e VideoClip.

Na noite de domingo foram anunciados os vencedores da 6ª edição e projectados os mesmos vencedores.

O prémio principal, para a Melhor curta-metragem Internacional foi para a obra “No one´s land”, uma co-produção entre o Irão e França do realizador Iraniano Babak Amini que fez a sua Estreia Mundial nesta edição do Festival Porto7.

Uma história sobre uma rapariga alemã que está perdida na fronteira entre o Irão, Iraque e Curdistão quando pretendia chegar a Bagdad para encontrar o seu noivo que é um soldado da Nato é encontrada por uma família curda que vive na fronteira.
Um tema sensível, um olhar criativo e a excelência da destreza técnica levou o júri do Festival Porto7 a atribuir o prémio principal desta competição.

O Prémio Melhor Argumento foi atribuído ao Realizador e Argumentista Argentino radicado em Madrid, Lucas Figueroa, com “Prologo” pela sua capacidade de síntese no tratamento de um tema universal.

Lucas Figueroa, um repetente nos prémios deste festival foi o vencedor do prémio Melhor Curta-metragem na primeira edição do Festival Porto7 em 2008, com o filme “porque hay cosas que nunca se olvidan”. Este filme está oficialmente reconhecido pelo Guinness World Records como o filme que mais ganhou mais prémios.
Foi no Porto7, na sua 1ª edição que este filme ganhou o seu primeiro prémio de realização antes de todos os outros quase 300 prémios.
O Prémio Melhor Actor foi para a actriz Maria Kraskman da Holanda com o filme “Man in suit” realizado por Anna Van Der Heide, pela sua desenvoltura e expressividade que dá força ao filme.
O Prémio Porto Tours Melhor Documentário foi atribuído ao Realizador Espanhol Sergio Oksman com o documentário ” The story of the Modlins” pela excelente utilização de material de arquivo na construção e dramatização da
narrativa.

Prémio Melhor Animação para o Realizador Iraniano Hamed Akrami com “Kermando”, pela qualidade e humor de uma mensagem sempre actual.

Prémio Melhor Ficção Nacional foi atribuído ao filme “50 Pesos Argentinos” realizado Bernardo Cabral. Com uma brilhante interpretação de Fatima Sousa a curta-metragem remete o espectador ao lugar do protagonista.
Na competição Melhor Music-Video aberta a todos os géneros musicais o vencedor foi o VideoClip “After” interpretado pela banda “Siesta”, realizado pelo espanhol Pepe Abalos Galcerá.
O Prémio Melhor VideoClip Nacional Hiphop foi atribuído ao tema “Falsa fama” interpretado pelo rapper Porte e realizado por André Tentúgal. Foi a obra que apresentou o melhor conjunto: Fotografia, edição, guião e realização.
Menções Honrosas do Júri para o documentário ” A luz da terra antiga” realizado por Luís Oliveira Santos e para a ficção internacional “The theft” (Estreia Mundial) do realizador Iraniano Mohammad Farahani.
A Direcção do Festival Porto7 atribuiu uma Menção Honrosa à animação “Human beings” do realizador Mashallah Mohammadi do Irão.

 

no one´s land

Porto7 – 17 de Junho 2013

by Porto7 / Junho 17, 2013
categories: Festival

Os comentários estão fechados.

 
Calendário
Março 2017
S T Q Q S S D
« Jan    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
Arquivos